VirtualBox: o que é e para que serve?

Hoje em dia, para qualquer técnico de informática ou até mesmo para os mais curiosos, há sempre aquele bichinho que nos diz para experimentarmos outros ambientes, outros sistemas operativos… mas como fazer isso se temos apenas uma máquina? Por exemplo, temos um portátil com o Windows 7 e queremos instalar o Ubuntu (distribuição de Linux).

Foi a pensar nessa necessidade que foram criados programas de virtualização de sistemas, uns pagos e outros gratuitos. Vamos conhecer hoje aqui um gratuito que se chama Virtualbox.

1) Download

Para começar temos de fazer o download do programa (versão 4.1.14). Aqui seguem-se vários links:

2) Instalação no Windows 7

Vamos dar então início à instalação no Windows 7.

Vamos clicar em Next.

Como podemos ver este programa requer 117Mb de espaço no nosso disco rígido, e está dividido em 3 partes: VirtualBox USB Support, VirtualBox Networking e VirtualBox Python 2.x Support.

Para continuarmos, vamos clicar novamente em Next.

Agora, se quisermos colocar um atalho no nosso desktop (ambiente de trabalho) e na barra rápida de lançamento deixamos estar como está e clicamos em Next. Caso não queiramos nada disso, desactivamos as caixas, ficando assim:

Como este programa tem como objectivo criarem-se computadores virtuais, ou seja, máquinas virtuais, vai ter de aceder à rede, nomeadamente às placas de rede (wireless e LAN) e configurá-las. É neste sentido que antes da instalação é dado um aviso, em como corremos o risco de ficar sem rede na máquina host onde se está a instalar o VirtualBox.

Ora bem agora vamos clicar em Yes para começar então a instalar.

Os passos seguintes são carregar em Instalar (4 vezes).

Finalmente podemos lançar o programa carregando em Finish.

Como podemos ver, apesar do setup encontrar-se em inglês, o programa aparecerá na nossa língua português de Portugal.

Conclusão

Depois de ter já instalado algumas vezes o VMware Workstation 7 e 8, que requer muito mais passos, achei este VirtualBox muito mais simples e rápido.

About these ads

Posted on 08 Mai 2012, in Tutoriais and tagged , . Bookmark the permalink. 3 Comentários.

  1. Gessinete Lopes santos

    ótima estas informações,esclareceram bastante algumas dúvidas que eu tinha sobre este assunto.

  2. Manuel Barros

    Muito bom artigo! Parabéns pela explicação.

Deixe o seu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 71 outros seguidores

%d bloggers like this: